Saúde

Tontura constante: Descubra o que pode estar causando e como tratar esse sintoma!

Tontura constante: Descubra o que pode estar causando e como tratar esse sintoma!

A tontura é um sintoma que indica que há alguma alteração no organismo, mas que nem sempre é uma doença ou condição mais grave, estando ligada na maioria das vezes a uma situação conhecida como labirintite. Mas quando você está com tontura constante, é fundamental procurar um médico para saber o que pode ser.

Se você deseja entender melhor quais são as causas da tontura constante, esse artigo é para você, continue conosco e tire todas as suas dúvidas a seguir!

Quais podem ser as causas da tontura constante?

Existem diversos tipos de tonturas sendo que ela poderá aparecer sozinha ou acompanhada de outros sintomas como fraqueza na perna, dor de cabeça ou náusea.

Dentre as principais causas de tonturas podemos citar:

Anemia

Essa condição ocorre quando o nível de hemoglobina no sangue está abaixo do normal por falta de nutrientes e ferro no organismo, causando tonturas e pele pálida. É possível recuperar os níveis de ferro no sangue em casa, através de uma alimentação adequada, nos casos em que a anemia ainda está no seu estágio inicial.

  • Vertigem ou labirintite

Uma das causas mais comuns da tontura é a labirintite, um tipo de tontura que dá uma sensação de que tudo está rodando e normalmente vem acompanhada de enjoos e alterações no ouvido como um zumbido.

É normal ela surgir após episódios feitos a partir de movimentos com a cabeça, como virar de lado na cama, olhar para o lado rapidamente ou mesmo se levantar rapidamente.

Além disso, outras situações de vertigens menos comuns são causadas por inflamações ou infecções no ouvido conhecido como neurite vestibular.

  • Queda da pressão

A tontura constante que acontece devido à queda de pressão é chamada de pré-sincope, e acontece quando a pressão cai e o corpo não consegue levar o sangue oxigenado até o cérebro, causando a sensação de desmaio e surgimento de pontos brilhantes na visão.

É comum este tipo de tontura ao acordar, levantar e também durante a prática de exercícios físicos.

Além disso, problemas cardíacos como arritmias, insuficiência do coração e o uso de alguns remédios como diuréticos, por exemplo, causem a queda da pressão e consequentemente as tonturas.

  • Ansiedade

Problemas psicológicos como ansiedade, depressão e síndrome do pânico fazem com que ocorram também alterações na respiração e estas situações poderão implicar na tontura que geralmente é acompanhada de falta de ar, tremores e formigamento nas extremidades, como nas mãos, nos pés e na boca, sendo bem comum este tipo de tontura em situações de estresse.

gravidez

Isso pode ser gravidez?

Sim, a gravidez é um período em que há diversas mudanças por todo o corpo da mulher, incluindo na circulação sanguínea que leva nutrientes para a formação correta do feto.

Além disso, devido o peso sobre os vasos sanguíneos no útero, poderá haver a diminuição da pressão arterial, fazendo com que a mulher passe a ter tontura constante.

tontura em idosos

E a tontura constante em idosos?

Em idosos é bem comum que as tonturas sejam frequentes principalmente a partir dos 65 anos de idade quando começa a ocorrer um desequilíbrio por todo o organismo do idoso, o que liga a tontura constante a diversas causas.

Dentre as principais são:

  • Doenças cardiovasculares;
  • Doenças neurológicas;
  • Temas no sistema endócrino como o diabetes;
  • Alterações na visão como o glaucoma;
  • Excesso de remédios, entre outros.

Ainda ficou alguma dúvida sobre a tontura constante? Deixe um comentário que reponderemos você em seguida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *